segunda-feira, 21 de março de 2011

Viagens no Tempo!



O conceito de viagens temporais é algo que sempre me fascinou. Seja em filmes de ficção científica ou RPGs, sempre foi algo que me despertou uma imensa curiosidade.
Esse fato, acho, foi o que me levou a gostar muito dos jogos da série Chrono (Chrono Trigger, Radical Dreamers e Chrono Cross), por exemplo.
Com isso, algumas dúvidas apareceram em relação aos conceitos reais em relação a viagem no tempo. Seria isso possível no mundo real?

Ao mesmo tempo, alguns buracos na lógica empregada nessas ficções precisavam de respostas, então, como toda pessoa normal, fui procurar na internet o que outras pessoas achavam sobre o assunto, fossem elas especulações ou provas científicas.





Mas, vamos lá. O que são de fato, as viagens no tempo?

A Wikipedia diz o seguinte:
"Viagem no Tempo é o conceito de transitar entre diferentes pontos no tempo, análogo ao movimento entre diferentes pontos no espaço[...]"
Ainda de acordo com o artigo nela, o tema se tornou recorrente em ficções desde o Século XIX, acredito eu devido a evolução da física que acontecia nesse momento histórico.

Cientificamente falando (como se eu tivesse alguma autoridade pra falar assim, haha), desde a Teoria da Relatividade de Einstein, é teoricamente possivel realizar uma viagem só de ida pro futuro, baseado na relatividade do tempo e velocidade.

Falando em termos compreensíveis, a velocidade seria capaz de "distorcer" a percepção da passagem do tempo, fazendo assim com que o tempo para quem se encontra na velocidade diferenciada passe de uma outra forma em relação ao exterior. Exemplo: Se eu sair da Terra em uma nave em uma velocidade muito alta, quando eu voltar a terra estarei no futuro. A minha percepção da passagem do tempo será menor do que a de quem ficou na Terra. Um ano pra mim nessa nave, poderia ser 100 anos para as pessoas da Terra.



Mas essa é a minha compreensão desse conceito, e eu posso estar interpretando errado. E mesmo assim, essa viagem no tempo seria algo aparentemente irreversível, pois até o presente dia não há nenhuma pista nas Leis da Física que possibilite uma viagem temporal para o passado. Você poderia ir pro futuro, mas não poderia voltar pro seu tempo mais.

Mas muita das verdades que temos como absolutas nos dias de hoje, eram nada mais do que teorias no passado, e por muitas vezes, eram vistas com contrariedade pela própria comunidade científica. Ninguém poderia imaginar que o tempo poderia ser distorcido no Século XVIII.

Mas o processo necessário para se voltar no tempo é realmente bastante improvável. Como não existe uma velocidade negativa fica complicado de se aplicar a lei inversa da física ao processo da dilatação temporal causada pela velocidade, então tudo o que se tem acerca desse processo são teorias sem muita base mesmo.

De qualquer forma, vamos supor que seja possível, de fato, voltar no tempo.
Com isso, teríamos então diversos Paradoxos para resolver, sendo o mais famoso deles o "Grandfather Paradox".

Grandfather Paradox
Do que se trata? Veja o seguinte exemplo:
Suponha que você viajou no tempo para o passado, encontrou seu avô e matou ele antes que ele conhecesse a sua avó. O que aconteceria com você?
O resultado disso seria que seus pais nunca teriam nascido, e conseqüentemente, você também.
Isso quer dizer que você jamais poderia ter voltado no tempo para matar seu avô, visto que você não existiria.

Esse paradoxo é usado como base por todos que defendem que a possibilidade de viagem ao passado é impossível, mas mesmo assim, algumas teorias foram formadas para explicar o que aconteceria, algumas delas alegando que o passado seria imutável.
Algumas dessas teorias são bastante conhecidas, como a Imunidade do Viajante Temporal, teoria aparentemente aplicada ao mundo de Chrono Trigger e também a dos Universos Paralelos, que todos devem lembrar no famoso Dragon Ball Z, onde o viajante Trunks volta do futuro para salvar a vida do protagonista Goku.

Irei postar mais sobre isso, pois é um tema bastante amplo. No próximo post da série, irei entrar em detalhes sobre as teorias que tentam resolver o Grandfather Paradox.

Até lá!

2 comentários:

LazUli disse...

Bom post, bom tema. Tempo é uma coisa que sempre me fascinou, acredito que o tempo como nós (a sociedade) o vemos não existe. Ilusão ou relatividade? Eu um dia ainda faço um grande estudo sobre isso. rs
Continue com os posts. \o/

J. disse...

As vezes fico encasquetado pensando, e se pudermos voltar no tempo, por exemplo, como é feito no jogo Radiant Historia (da atlus, onde você pode voltar no tempo para pontos no jogo onde você toma uma escolha importante, podendo assim observar o que acontece se você escolhe a opção A ou B).

Imagina, ter o poder de saber as consequências das suas escolhas, quantos erros poderiam ser evitados, quantos "e se" se tornariam verdade.